Jamie Oliver diz que brigadeiro é uma porcaria… será?

Olá, doçuras!

Vocês devem ter lido por aí muitas matérias e reportagens sobre a polêmica sobre o julgamento de Jamie Oliver sobre o docinho brasileiro mais tradicional: nosso brigadeiro! 

Chef Jamie Oliver

Chef Jamie Oliver

Acabei de ler esta aqui na Folha. E pra quem não viu a reportagem do GNT, também tem um link aqui.

Eu li algumas matérias, vi a reportagem, e sinceramente fiquei chocada com o tipo de críticas nas publicações ou as tentativas de explicações dos “experts” sobre o assunto. Sabe porque? Os que seguem, ou tem o mínimo interesse pelo tipo de culinária a que ele se propõe, ou ainda aqueles que tem um pouquinho de sensibilidade ao verem a matéria, teriam percebido que ofereceram uma variedade razoável de doces pra ele degustar em sequência. Nós mesmos, provando quindim, caldo de cana, açaí, beijinho e brigadeiro, estaríamos provavelmente enjoados com tanto açúcar de uma só vez.

A primeira resposta de Jamie foi “huhnnnn”. Até ele tentando organizar o paladar, na primeira mordida gostou do sabor do doce.

Entre doces “adoçados” e os naturais – no caso açaí e caldo de cana – os naturais ganharam facilmente o paladar do chef, e os demais foram tachados de “porcarias”, porque? Porque o Jamie tem um cultura de alimentação saudável!! Algo que todos nós deveríamos nos preocupar…

Alguém já ouviu falar do “Food Revolution Day” (dia da revolução alimentar)? Trata-se de uma campanha motivada pela Fundação Jamie Oliver, celebrada um dia ao ano (16 de Maio). É um dia pra celebrar a importância de cozinhar um alimento do zero e sensibilizar as pessoas de como isso afeta nossa saúde e a nossa felicidade. A preocupação deles é em especial com as crianças, grandes consumidoras de “porcarias” que acabam se tornando adultos obesos e com vários problemas de saúde.Hoje esse movimento conta com a adesão de 74 países, e os esforços continuam para espalhar essa notícia pelo mundo todo.

A batalha de Jamie começou nas escolas públicas do Reino Unido, onde as refeições matinais das crianças continham leite adoçado e flavorizantes, no almoço nuggets (pra quem já viu o processo de fabricação, os petiscos são fabricados com os restos de frango, gorduras, ossos… segundo Jamie, o que iria pro lixo), e estavam em grande parte com o peso acima da média. Pois ele iniciou realmente uma revolução, mobilizou o estado, as famílias e fez a mudança acontecer! E a preocupação não é apenas com peso, mas também com saúde: a alimentação saudável é boa pro peso, e melhor ainda pra prevenção de doenças. Incrível, certo!?

Então, porque Jamie acha que açaí e caldo de cana são produtos sensacionais? Porque eles são naturais, contém vitaminas, minerais e trazem diversos benefícios pra saúde que os produtos industrializados não fornecem, além de estarem cheios de conservantes, acidulantes, espessantes, aromatizantes… e um monte de outras porcarias que nem imaginamos que estão lá.

Claro que em tudo cabe o bom senso! E sempre vale lembrar que os excessos geralmente trazem prejuízos. Uma dieta equilibrada comporta um doce, comporta um dia de churrascaria, comporta a guloseima da festinha de criança. O que não dá é pra comer todo dia cachorro quente com refrigerante, hambúrguer com batata frita e acreditar que vai viver até os 100 anos com uma saúde de ferro. Ah, isso vai ser difícil…

O próprio chef cozinha massas, tortas, sanduíches, geralmente com opções mais saudáveis e dá super certo. E é por isso que eu, particularmente, adoro o Jamie!

E cabe a cada um de nós procurar o nosso ponto de equilíbrio, nossa parcela de esforço e continuar comendo o que a gente gosta, sem sofrimento, sem exagero e sendo feliz 🙂

Beijos

Anúncios

Receita do dia: panquecas americanas!

Olá, doçuras!!

 

Com esse friozinho que sempre faz nesses dias de Julho (pelo menos aqui em São Paulo anda bem friozinho), sempre dá vontade de comer uma coisa mais “gordinha”. Pensando nisso, resolvi compartilhar mais uma receitinha deliciosa com vocês: as famosas panquecas americanas 🙂

panqueca

Bom, a receita é bem simples, e a satisfação é garantida! Vamos lá?

 

Ingredientes:

3/4 de xícara de farinha de trigo

1 1/2 colher de chá de fermento em pó

1/2 colher de chá de sal

1 colher de sopa de açúcar

3/4 de xícara de leite

1 ovo

2 colheres de sopa de manteiga derretida

 

Como fazer:

Em uma tigela média, peneire a farinha de trigo com o fermento, o sal, o açúcar e reserve.

Na batedeira (ou com um fouet) bata o ovo até obter uma consistência fofa. Acrescente o leite, misturando com a espátula. Transfira para a tigela com a farinha e mexa bem. Junte a manteiga derretida e misture até obter uma massa homogênea.

Aqueça uma frigideira anti-aderente em fogo alto, coloque de 2 a 3 colheres de sopa da massa no centro sem espalhar e cozinhe até que apareçam bolhas na superfície. Reduza o fogo. Com uma espátula vire a panqueca para dourar do outro lado. Quando ficar douradinho, transfira para outra travessa e repita o processo até terminar a massa.

Daí é só se deliciar cobrindo as panquecas com o que mais gostar: calda de chocolate, geléia de frutas, mapple syrup (aquela caldinha americana ralinha e docinha), sorvete. Sua criatividade é que manda!

Essa receita serve pro café da manhã, lanche da tarde, quando bate a vontade da gordice!

Se preferir, faça a massa e guarde na geladeira de um dia pro outro, assim a delicinha já fica pronta pro café do dia seguinte 😉

 

Espero que gostem! Beijo da Ju 🙂